Imagem Câmara realiza audiência pública em comemoração aos 19 anos da Cotefave

Câmara realiza audiência pública em comemoração aos 19 anos da Cotefave

Câmara de Vitória da ConquistaAudiência PúblicaNotíciaValdemir DiasViviane SampaioFernando JacaréChico EstrellaRicardo Babão

24/08/2021 21:56:00


Aconteceu na noite desta terça-feira (24) uma audiência pública em homenagem aos 19 anos da Comunidade Terapêutica Fazenda Vida e Esperança (Cotefave). A iniciativa é dos vereadores Viviane Sampaio e Valdemir dias, ambos do Partido dos Trabalhadores (PT), e obteve o apoio unânime dos demais parlamentares. De acordo com Viviane, é o quinto ano consecutivo que a Casa realiza uma audiência sobre o projeto, uma forma da valorizar e dar visibilidade ao trabalho da Cotefave. 

Durante a audiência, foi exibido vídeo e também aconteceram apresentações musicais. Foram entregues ainda homenagens ao Padre Edilberto Amorim, a Maria do Carmo Amorim, colaboradora da Cotefave, a Clovis Jr, coordenador de Acolhimento do projeto, a Fábio Quadros, apoiador, a Romildo Pereira Chaves, professor e diretor da Cotefave, e a Inácio Lopes de Oliveira, vice-presidente da iniciativa. 

Viviane falou sobre a biografia da Cotefave: criada em 19 de agosto de 2002, busca a partilha solidária das necessidades, tarefas e soluções de problemas, sem discriminar cor, raça, gênero, ou ideologia política. A Cotefave, segundo a parlamentar, mantém caráter ecumênico e busca despertar sentido religioso, vivência da espiritualidade e encontro com Deus. 

A vereadora ressaltou que em 19 anos de atuação, a Cotefave atendeu 1.600 dependentes químicos, sendo que, em média, 600 pessoas estão recuperadas; atualmente, o projeto abriga 27 internos. Viviane explicou que o ingresso é espontâneo e a saída é livre.

O vereador Valdemir Dias afirmou que é uma honra receber a família Cotefave na Casa. Ele explicou que a dependência química não escolhe raça, credo ou classe social, pois pode atingir qualquer pessoa. Dias falou sobre a origem do projeto – a Campanha da Fraternidade do ano de 2001, que teve como objeto o combate às drogas, com o lema “Vidas Sim, Drogas Não”, e frisou que foi a partir dela que o Padre Edilberto Amorim idealizou a iniciativa. O vereador destacou os desafios para manter a Cotefave, como os custos de manutenção, daí a importância de apoiar o projeto. “Não é fácil manter um trabalho como esse”, detalhou.  

Parceiros e colaboradores falam de experiência com o projeto 

Fátima Queila destacou que o tratamento terapêutico ofertado pela Cotefave se debruça num projeto de vida para o interno.

Já Eloi Santos, assistente social, falou da alegria de compor a equipe técnica do projeto, atuando na garantia de direitos. Ele ainda alertou para a gravidade da dependência química, doença que vem se alastrando pelo mundo.

Emocionada, Mércia Andrade, afirmou que viu o sonho do Padre Edilberto nascer ainda numa maquete, e pôde conhecer o projeto já realizado, com quase 100% de suas obras concluídas. Ela contou sua história e de como o padre acolheu o seu filho.

Leila Paula Gomes Fonseca, secretária de Saúde de Barra do Choça, falou da alegria de conhecer o projeto de perto e destacou a dedicação do Padre Edilberto. “Podem contar conosco, nós acreditamos em vocês”, disse. 

Ex-internos apontam autoconfiança como grande desafio para vencer vício 

Entre os testemunhos de recuperação, Padre Joselito Oliveira falou de sua experiência com o álcool e que encontrou na internação uma oportunidade de autoconhecimento e conscientização da própria doença.

Já Clovis Jr., hoje coordenador de Acolhimento da Cotefave, destacou que é possível mudar. Ele contou a própria história e de como encontrou acolhimento e confiança no Padre Edilberto para mudar a própria trajetória.

Yuri Oliveira falou que seu primeiro contato com drogas aconteceu ainda na infância, vivenciando o vício dos 11 aos 17 anos, quando chegou na Cotefave. Ele explicou que o dependente sofre com a falta de autoconfiança, mais um empecilho para se libertar do círculo da dependência. Yuri afirmou que a Cotefave e o apoio do padre o fizeram acreditar em si. Atualmente ele estuda Serviço Social e também empreende na área de alimentos. 

Padre Edilberto agradeceu a homenagem da Câmara e destacou que o dependente químico deve ser tratado como pessoa com o direito a receber tratamento e encontrar um lugar na sociedade. Ele afirmou que a Cotefave não possui muros, pois a entrada e a saída são livres. O padre ressaltou que quem escolhe o internamento está em busca de uma mudança de vida. De acordo com Edilberto, mesmo diante das dificuldades e do descrédito de muitos, o projeto continua porque “é iluminado por Deus”. O pároco pediu o apoio da sociedade não só para a Cotefave, mas para outros projetos que levam uma possibilidade de mudança de vida para pessoas necessitadas. 



Vereadores destacam importância da Cotefave e trabalho do Padre Edilberto 

O vereador Chico Estrella (PTC) afirmou que Padre Edilberto é uma pessoa abnegada por acolher pessoas que não tiveram oportunidades na vida. Ele explicou que se emocionou ao conhecer pessoalmente o padre, especialmente por ouvir elogios dele sobre sua jornada política. Estrella ressaltou que é gratificante testemunhar a trajetória de uma iniciativa de 19 anos e parabenizou os colegas Viviane e Valdemir pela audiência. O parlamentar ainda falou de sua emoção ao relembrar que socorreu o filho de Mércia, umas das participantes da audiência.  

Ricardo Babão (PCdoB) também destacou a dedicação do Padre Edilberto. Segundo Babão, o caráter e profissionalismo do pároco o credenciaram a ser escolhido pelo ex-prefeito Guilherme Menezes para assumir a direção da Maternidade Esaú Matos. Para o edil, Edilberto é uma espécie de Irmã Dulce conquistense pelo trabalho que realiza. Ele afirmou que seu mandato está à disposição da Cotefave.   

O vereador Fernando Jacaré (PT) destacou que o trabalho da Cotefave é feito a muitas mãos, como outros projetos sociais existentes no município. Para ele, “a Cotefave é um trabalho de resistência” que necessita de apoio material, tanto da área privada como pública. O parlamentar conclamou a sociedade a apoiar o projeto que “salva vidas”. Jacaré ainda lembrou que a Câmara doou, via sistema de comodato, um veículo para a Cotefave, uma forma de apoiar os trabalhos do projeto. A parceria aconteceu quando o vereador presidiu o Legislativo.

Homenagens:

 

 



  Live Offline
Rádio Web Câmara
Facebook
Calendário

Setembro 2021
22

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30