Imagem Técnicos e ambientalistas discutem preservação do meio ambiente em Vitória da Conquista

Técnicos e ambientalistas discutem preservação do meio ambiente em Vitória da Conquista

Arquivo

04/06/2009 21:22:00


Na sessão especial em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, o presidente do Movimento Contra a Morte Prematura, André Cairo, fez um resgate histórico da luta pelo tombamento da Serra do Periperi e cobrou projetos que preservem o Poço Escuro. “O Poder Executivo tem que cumprir as leis ambientais de nossa cidade”, disse Cairo, destacando temas como qualidade da água, poluição sonora e drenagem pluvial nas ruas de Vitória da Conquista.
Ione Braga, que representou o Instituto Mata de Cipó, afirmou que a missão do Instituto é contribuir para o desenvolvimento sustentável, por meio de parcerias público-privadas, contribuindo para decisões que preservam o meio ambiente. “Nosso Instituto tem desenvolvido trabalhos como a recuperação do riacho dos Quatis, preservação do Poço Escuro, além de ações em parceria com o governo estadual”.
Para Alexandre Tavares, que representou a Secretaria Estadual de Meio Ambiente, os problemas ambientais têm sua origem na gestão do meio ambiente. Tavares lamentou a notícia de que Vitória da Conquista é o quinto município que mais devastou a Mata Atlântica e destacou o programa Pólos Florestais Sustentáveis, de iniciativa do Governo do Estado, que visa preservar as áreas ambientais e fomentar o plantio de floresta de produção.
Carlos Alberto Costa, analista ambiental do Instituto Nacional do Meio Ambiente (IBAMA) parabenizou a Câmara pela iniciativa em discutir temas ambientais e destacou o trabalho do IBAMA ao longo dos 20 anos de atuação na região de Vitória da Conquista. O combate ao tráfico de animais silvestres e a fiscalização do cumprimento das leis ambientais foram destacadas por Costa como demandas do IBAMA. O analista ambiental destacou, ainda, o sucesso do Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETRAS), numa parceria com a Prefeitura.
O vice prefeito e secretário Municipal de Meio Ambiente, Ricardo Marques, afirmou que é possível gerenciar o desenvolvimento econômico, preservando os recursos naturais. Marques questionou os resultados da pesquisa que aponta Conquista como a quinta cidade em desmatamento de Mata Atlântica. “Conquista, que tem mais de 300 mil habitantes, foi comparada com cidades que possuem 20 mil habitantes. A realidade é mais complexa”, disse.
O vice prefeito destacou as ações da Secretaria de Meio Ambiente na implantação de projetos de desenvolvimento sustentável. “Vitória da Conquista é uma das poucas cidades que possuem leis ambientais específicas”, afirmou Marques, destacando o projeto de lei Praça Viva, que tem por objetivo incentivar a arborização da cidade e será enviado para apreciação dos vereadores.



Rádio Web Câmara
Facebook
Calendário

Setembro 2019
9

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30