Imagem Câmara participa de coletiva com cúpula da Secretaria de Segurança Pública da Bahia

Câmara participa de coletiva com cúpula da Secretaria de Segurança Pública da Bahia

Câmara de Vitória da ConquistaNotíciaLuis Carlos DudéNildo Freitas

19/07/2021 17:55:00


O presidente da Câmara Municipal de Vitória da Conquista (CMVC), Luís Carlos Dudé (DEM), e o vereador Nildo Freitas (PSC), participaram, nesta segunda-feira (19), de uma coletiva com a cúpula da Secretaria de Segurança Pública da Bahia sobre esclarecimentos do assassinato dos policiais militares Luciano Libarino Neves e Robson Brito de Matos, ocorrido no dia 13 de julho, no distrito de José Gonçalves, na Zona Rural de Conquista. “É nossa obrigação acompanhar esse caso e a Câmara se coloca à disposição da sociedade. Precisamos pregar cada vez mais a paz e a tranquilidade dentro de nosso município”, afirmou Dudé.  

Na coletiva, responderam a perguntas da imprensa Ricardo Mandarino, Secretário de Segurança Pública da Bahia, Cel PM Paulo Coutinho, Comandante-Geral da PM/BA, e Heloísa Campos Brito, Delegada-Geral da PC/BA. Também participaram as autoridades do comando da Polícia Militar de Conquista e da Polícia Civil.

De acordo com Mandarino, a polícia procura seis suspeitos foragidos. O secretário afirmou que a investigação vem sendo feita com lisura e combateu a circulação de notícias falsas como a de que Polícia Militar estaria oferecendo recompensa em dinheiro pela denúncia dos suspeitos. Ele também esclareceu que vários crimes registrados nos últimos dias não têm relação com a morte dos policiais, conforme informações apuradas até o momento. “Estão criando essa narrativa para desmoralizar a polícia”, disse. Mandarino frisou que não existe nenhum sentimento ou ação vingativa por parte da polícia em relação à comunidade cigana.

O vereador Nildo destacou a realização da coletiva. “A Câmara se fez presente para acompanhar todas as discussões. A imprensa, realmente, tem um papel fundamental na divulgação dos fatos. A gente percebeu que durante a coletiva foi citado, inclusive, algumas fake news que têm sido divulgadas em redes sociais. Nesse momento, é acreditar no trabalho da Polícia Militar, conclamar a população para que também faça a sua parte, e a imprensa, como um todo, está dando a informação correta. Até porque as investigações continuam e determinadas questões ainda não podem ser divulgadas e nem tão pouco, digamos assim, passadas à população de uma forma equivocada. A gente percebe que as polícias têm essa preocupação”. 

  

 



  Live Offline
Rádio Web Câmara
Facebook
Calendário

Janeiro 2022
0

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31