Imagem TRIBUNA LIVRE: SIMMP questiona fechamento de escolas na zona rural

TRIBUNA LIVRE: SIMMP questiona fechamento de escolas na zona rural

Câmara de Vitória da ConquistaSessão OrdináriaTribuna LivreNotícia

29/08/2018 10:00:00


Na sessão ordinária desta quarta-feira, 29, da Câmara Municipal de Vitória da Conquista (CMVC), a presidente do Sindicato do Magistério Municipal Público de Vitória da Conquista (SIMMP), Ana Cristina Novais, fez uso da tribuna livre para pedir esclarecimentos do poder executivo sobre o fechamento de cerca de 9 escolas da zona rural do município. E alerta que há o indicativo do fechamento de mais 11 escolas.

Segundo Ana Cristina, Conquista foi surpreendia por mais um decreto do Governo Herzem Gusmão. “Um ato discricionário. Está descumprindo uma lei federal. E mais uma vez, de forma truculenta”, disparou. Ela explica que antes de ações como essas, é necessário um estudo técnico e que a comunidade seja escutada.

Contradição – A presidente do sindicato, aponta também para a contradição da justificativa da prefeitura para o fechamento das escolas. “Disseram tinha poucos alunos. Mas visitamos todas as escolas. E em nenhuma verificamos isso. Em todas há cerca de 28 a 32 alunos”, esclarece. “E mesmo que houvesse essa evasão escolar, isso mostra que é por falta de políticas adequadas de permanência desses estudantes”, completou.

O SIMMP solicitou uma audiência pública para discutir sobre o assunto. “Vamos trazer os representantes de todas essas comunidades. Não podemos deixar o executivo fazer o que quiser”, disse.

Requerimento pedindo esclarecimento – Em nome da bancada de oposição, o vereador Valdemir Dias (PT), afirmou que já enviou um pedido de esclarecimento detalhado à Secretaria de Educação sobre o fechamento das escolas. “Precisamos saber se essas escolas eram nucleadas ou não. Para onde vão esses alunos, e se a comunidade foi ouvida”, pontuou. “Não se pode fechar escola assim”, afirmou.

Atuação das Comissões da Câmara – Já o líder do prefeito na Câmara, Luís Carlos Dudé (PTB), afirmou que é preciso analisar melhor a situação. Ele sugeriu que a Comissão de Educação trabalhe de forma integrada com outros vereadores como Nildma Ribeiro (PCdoB), Viviane Sampaio (PT) e Coriolano Moraes (PT), para debater sobre a situação.

“Vamos conversar com o prefeito” - afirmou o vereador Edjaime Rosa Bibia (MDB), presidente da Comissão de Educação. Ele alega que algumas escolas continuam funcionando. “Várias denúncias não são verdadeiras”. No entanto, ele também se posiciona contra o fechamento de escolas. “Não podemos aceitar que fechem escolas faltando três meses de aula”, disse. Bibia reforçou também a necessidade urgente de ir até essas comunidades para averiguar a situação.





Rádio Web Câmara
Facebook
Calendário

Agosto 2019
10

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31