Imagem SESSÃO ESPECIAL: Câmara debate revitalização do Rio Verruga

SESSÃO ESPECIAL: Câmara debate revitalização do Rio Verruga


A Câmara Municipal de Vitória da Conquista (CMVC) realizou nessa quarta-feira, 22, uma Sessão Especial sobre a Revitalização do Rio Verruga. Rio prejudicado pela expansão urbana que provocou uma diminuição contínua do ambiente natural no entorno das principais nascentes.  

É preciso investir em revitalização – O presidente da Câmara, o vereador Hermínio Oliveira (PSD) chamou a atenção para a necessidade de revitalização dos rios de Conquista, em especial o Rio Verruga, rio subterrâneo que atravessa a cidade. O vereador explica que houve melhorias na questão da capitação de água, como a transposição do Rio Catolé. Mas reafirma que é necessário investir em revitalização das margens dos rios, e fala sobre a construção de uma nova barragem. “O Rio Verruga ganha um volume muito grande de água perto do Santa Marta, poderíamos fazer uma barragem de grande porte ali para uso humano, animal e de indústrias”, disse. 

Ele propõe também a ampliação desses debates. “É preciso uma discussão sobre os rios da região sudoeste. Poder púbico, universidade, todos precisam discutir esse assunto”, completou. 

Rio Verruga está com qualidade ruim e precisa ser recuperado – A engenheira ambiental do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA), Amanda Botelho, destacou que o Rio Verruga, segundo pesquisa realizada pelo professor Felizardo Rocha, em que é apontado que o rio tem uma qualidade decrescente desde a sua nascente até depois da cidade de Itambé. “Na média, o rio Verruga tem qualidade ruim. É muito importante a preservação e revitalização desse rio”, analisou ela. “Ele serviria no máximo para navegação”, emendou, destacando a necessidade de recuperação do rio.

Ligações de esgoto irregulares – André Ribeiro de Castro, gerente local da Embasa, falou sobre a rede de tratamento de esgoto da área urbana. Ele conta que de 2013 aos dias atuais, a rede coletora aumentou de 50% a 85%, atendendo praticamente todas as residências. No entanto, explica que mesmo sendo obrigação do usuário ligar sua residência à rede de esgoto, muitos deles não fazem. André pediu apoio nessa fiscalização, em especial dos entornos do Poço Escuro e da Lagoa do Jurema, principais nascentes do Rio Verruga. “A fiscalização desse tipo de ligação irregular da rede de esgoto não é fácil. A embasa não tem o poder de polícia para adentrar nos imóveis e fazer investigação sobre o destino final de cada residente. Por isso, pedimos esse apoio da Secretaria de Meio Ambiente”, disse. 

Mudança de mentalidade – O Professor da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), Matheus Silveira, apontou que Vitória da Conquista está localizada sobre o rio Verruga, que foi aterrado e canalizado sob o centro da cidade, e que, uma vez recuperado, o rio poderia ser utilizado para auxiliar no abastecimento hídrico do município, que tem parte de seu território no semiárido, sofrendo com a seca. “Nós podemos estar iniciando um movimento para que mais e mais pessoas se engajem na ideia de que o poder público, junto com a sociedade civil tem, sim, o compromisso de recompor o que a nossa sociedade tem degradado”, defendeu ele. “Sejam criadas ações que coloquem o tema da revitalização do Rio Verruga como uma pauta importante. É preciso apostar nessa mudança de mentalidade ao invés de continuar destruindo o rio e comece a recuperar o leito original do Rio Verruga”, completou. 

Parque Ambiental – A secretária municipal de Meio Ambiente, Luzia Lúcia Viera de Oliveira, afirmou que o governo se preocupa com o Rio Verruga, e vem trabalhando para sua recuperação. Ela apresentou como exemplo dessa preocupação, o decreto nº 18.720. de 25 de junho desse ano, que cria o Parque Ambiental, delimitado pelas faixas marginais desde a borda da calha do leito regular do Rio Verruga, trecho entre a Avenida Bartolomeu de Gusmão e Anel Rodoviário. Segundo a mesma, este projeto inclui também um Eco ponto que será utilizado para distribuição de mudas e palestras de educação ambiental. Além disso, ela falou também sobre a ação da prefeitura de plantar mudas de ipê nas margens do rio. “Vamos restaurar as margens degradadas desse rio”, disse. 



Rádio Câmara
Facebook
Calendário

Outubro 2018
0

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31